Terça-feira, 23 de março de 2021Hoje avanço não pelas notícias mas por quem as fabrica. Televisões e sites em carência das suas drogas, findos os anos loucos e intensos de Trump, do extremismo político e da pandemia. O que vai sobrar? Ah, alinho nos otimistas. Mas.