Quarta-feira, 7 de abril de 2021Estou enjoado do isco da AstraZeneca, mas que outra coisa se pode esperar dos media nos tempos que correm? Entretenho-me hoje com a Grande Questão (risos): há ou não há uma nova direita em Portugal? Explico porque é um visco mediático, uma mistificação — se quisermos parecer simpáticos e intelectuais, um equívoco semiótico. Regresso ao suicídio do PSD e ao futuro de Merkel. Isto em dia de mostrar o umbigo.