Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

22 de setembro de 2008

Cá para mim estão enganados, mas pronto, bem vindo Rui

Cá para mim estão todos enganados. A esquerda ao menos é um pouco mais lúcida e está longe de embandeirar em arco, mas ainda assim acusa com algum gáudio, ou pelo menos um bem merecido gozo, os “defeitos” dos liberais defensores do individualismo selvagem a que chamam teoria económica. Quanto a estes, assobiam para o ar, dissertam sobre os seus deuses que continuam, com cada vez menos sucesso, diga-se, a vender no mercado como O Produto, falam de tudo, menos da realidade, dos acontecimentos, do dia a dia. Subitamente, alguma blogosfera de direita virou filosófica, cultural, musical — enfim, qualquer coisa menos aquilo.

Eu acho que estão enganados. Esta “crise” financeira será, como todas as crises de que me lembro, paga pelo trabalho e pelo investimento, o que só pode ser visto como mais um triunfo dos burocratas do dinheiro. Uns sinhores. Conseguiram a proeza de colocar os Estados, a quem já tinham roubado o lucro de todas as actividades que o davam, a sustentar-lhes ainda o prejuízo da ganância, irresponsabilidade e má conduta.

O mercado é para eles um recreio, um jogo, uma palhaçada — não um sistema económico funcional.

Portanto, não entendo o silêncio envergonhado dos liberais domésticos. Vejam o pragmatismo do “sistema” americano e orgulhem-se rapazes! Aquilo sim, é mensagem: ah e tal, não sabemos que os 500.000 milhões chegam para nos pagar os erros, vão mas é abrindo os cordões à bolsa se querem continuar a ter-nos por perto. Eu na verdade não quero. Tenho pena que não possamos encolher os ombros e deixá-los cair do mercado abaixo.

Mas pronto: bem vindo, Rui Tavares, já vou tratar dos trâmites da TubarãoEsquilo.