Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

16 de junho de 2010

Com @Cristiano e Vítor Baía (@TMNpt), irá o Twitter descolar de vez em Portugal?

Ontem passei a informação em pleno Twitter, hoje desenvolvo no Diário2. Ronaldo aderiu às redes sociais: @Cristiano no Twitter, no Facebook e no YouTube.

O Mundial trouxe ainda para o Twitter Vítor Baía, que mesmo retirado não deixa de ser uma figura. Baía dá a cara não em conta própria mas pela conta da @TMNpt, comentando os jogos um pouco à semelhança do que Ronaldo (o outro, o Fenómeno) fez no Brasil com outro operador móvel, a Claro (@ClaroRonaldo).

Ora, o Twitter está praticamente estagnado em Portugal, não registando as taxas de crescimento de outros países. Teve uma era expansionista no primeiro semestre de 2009 devido à entrada em cena de figuras da política e do jornalismo; tal era estendeu-se até às eleições e desde aí está em crescimento praticamente nulo: o número de novos aderentes é pouco maior que a quantidade de desistentes.

Sabe-se também que as explosões de crescimento desta rede se deram associadas à entrada de figuras populares, em especial das indústrias do entretenimento, ou com grande exposição mediática. Também no Brasil, onde a febre Twitter chegou mais tarde que a Portugal, o fenómeno se verificou: jornalistas e pivôs de televisão populares e cantoras pressionaram o crescimento.

A questão agora é esta. Será que com Baía, ainda que temporariamente, e com Ronaldo vai existir a massa crítica suficiente para dar sequência à expansão de 2009 e fazer o Twitter descolar em Portugal? Os humoristas populares, com Nuno Markl (@havidaemmarkl) à cabeça, e a pivô Alberta Marques Fernandes (@AlbertaMF) não podiam, sozinhos, preencher o núcleo duro necessário à criação de forças centrípetas, mesmo com o empurrão de figuras interessantes, mas mediaticamente menos brilhantes, como alguns secretários de Estado, deputados e diretores de jornais.

Campeões da popularidade como Ronaldo e Baía talvez façam o ponteiro oscilar?

Recordo a leitura complementar, Ronaldo aderiu às redes sociais: @Cristiano no Twitter, no Facebook e no YouTube.