Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

14 de julho de 2011

Google Plus: vai estoirar com o Facebook? Com o Twitter? Ou estoira ele?

É a Grande Discussão do momento. Até eu já vou no segundo post sobre o Google Plus. Está a gerar debates apaixonados. A Grande Questão é: vai o G+ “comer” o Facebook? Questões adjacentes: vai o G+ estoirar com o Twitter?, vai o Facebook responder e cilindrar à nascença o G+?

Eu não sei. Mas sigo com interesse e vou metendo o bedelho como posso. Por exemplo, este meu plus gerou até ao momento 121 reações. Nele perguntava: crescendo ao ritmo atual, de aprox. 1 milhão por dia, o G+ precisaria de ano e meio para ficar do tamanho do Facebook. Mas a curva de crescimento tende a ser proporcional à sua dimensão em cada altura. Não consigo imaginar. Alguém consegue ou viu projeções?

Sejam quais forem as respostas, o incrível é estarmos a discutir isto quando a plataforma ainda nem duas semanas de vida completou!

O interesse mede-se também assim: na primeira semana, 35% dos links partilhados no Twitter relacionavam-se com o Google Plus (fonte).

Mas até ao sucesso muita água vai passar por debaixo do G+. E o crescimento explosivo pode conter o vírus do falhanço. Henry Copeland, CEO da Blogads.com, escreveu: Why Google+ will fail: social networks grow like trees, not on them. Marca pontos, nomeadamente aqui: “For both Facebook and Twitter, initial users were tightly networked. There was a strong sense of clubbiness among community members through a long initial phase. Those members’ loyalty to the club withstood even repeated outages (on the part of Twitter) and privacy concerns (on the part of Facebook) that would have doomed a normal technology product“.