Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

15 de outubro de 2008

Musical dos guardanapos: Renova plagia filme americano (arquivo)

A Renova retirou da conta do Youtube um video que ali tinha sido colocado no dia 3 de Outubro, com publicação no blogue da empresa, depois de ter sido inquirida sobre o facto de o seu anúncio ser uma cópia de um video americano da Improv Everywhere.

[ Versão para arquivo pessoal do artigo original, publicado no Expresso Multimedia em 11 de Outubro de 2008 ]

O anúncio, intitulado “Renova Musical” e anunciado como “um happening em plena hora do almoço“, é uma “aposta em marketing de guerrilha“, com o objectivo de “chamar a atenção para a importância dos guardanapos“, segundo a comunicação da Renova.

É exactamente igual ao publicado pela Improv Everywhere — uma empresa de ideias e acontecimentos que, tanto quanto apurei até ao momento em que decidi publicar este artigo, não foi abordada e desconhece a existência desta cópia. A Improv Everywhere proibe a reprodução dos seus conteúdos e não usa, sequer, as licenças Creative Commons, que permitem cópias em determinadas circunstâncias. O seu impulsionador, Charlie Todd, diz que “eles copiaram a letra, traduzida, a coreografia, os personagens e a música“.

O guião é igual: à hora da refeição num populoso centro comercial, faltam os guardanapos e a funcionária inicia uma sequência musical que se estende a outros personagens típicos daquele ambiente. A música é a mesma. Até a letra foi simplesmente traduzida e adaptada. A coreografia é idêntica. Quando vemos os dois videos, a principal diferença notada é que os cantores da versão da Renova desafiam bastante mais que os actores da versão original.

Ao contrário do original, que credita os autores da música, os actores, o realizador do video e o coreógrafo, o anúncio da Renova não tem créditos. Nem sequer uma menção aos autores da ideia.

Aguardo resposta ao contacto que efectuei junto da Renova. Aguardo também a aprovação do comentário que deixei no blogue onde o video esteve disponível e foi entretanto retirado. Mas sem grande esperança de obter uma resposta. Enquanto aguardo, aqui ficam os links úteis desta história e uma esclarecedora sequência de fotogramas que retirei dos dois videos.

Imagens de marca: Renova aposta em marketing de guerrilha (video do Renova)

Renova Musical (post no blogue da Renova; o video foi entretanto retirado e os comentários com perguntas nunca foram aprovados)

Food Court Musical (post original da Improv Everywhere, com o video e a sua explicação)

Portuguese Food Court Musical (a denúncia, no site Urban Prankster — ligado à Improv Everywhere, ambas da responsabilidade da mesma pessoa, Charlie Todd)

Reacções portuguesas até ao momento das publicação: Armando Alves, da agência DraftFCB, publicou no seu blogue pessoal uma crítica (link) e Miguel Albano, da Lift Consulting, conta esta história pouco digna no blogue da empresa (link).

Quanto aos fotogramas, escolhi os momentos principais. Do lado esquerdo, as imagens tirada do video original (que foi publicado em Março e já teve, só no YouTube, quase 2 milhões de visualizações). Do lado direito, o eventual plágio feito para a Renova.