Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

22 de março de 2008

O romance com os jornais

“E o declínio dos jornais começa há 80 anos com o aparecimento da rádio” — gosto desta frase, é reveladora do state of the art dos críticos que repetem a ladaínha do fim do papel. É precisamente o mesmo que eu escrever: “o meu declínio começou há 42 anos quando fui para a escola primária”.

Que a pitada de ironia não confunda os meus leitores: acho muito interessante o artigo de Alexandre Gamela em O Lago: o nosso romance com os jornais. Recomendo vivamente a leitura.