Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

20 de maio de 2008

O Twitter como mecanismo de crowdsourcing

Uma das aplicações a que mais recorro no Twitter é à sua capacidade de funcionar como mecanismo de crowdsourcing. Tem sobre o Q&A do LinkedIn (e outros sistemas específicos) uma grande vantagem, que é a vantagem da rapidez.

Hoje tive mais uma demonstração e não resisti em transformá-la num artigo, com a devida vénia e agradecimento aos intervenientes, agora em nome dos beneficiários, que são os leitores do Público de amanhã (lá iremos, lá iremos :) ).

Não se trata de construções teóricas: eu tinha um problema concreto por resolver e resolvi-o em menos de 15 minutos. Quando se fala de jornalismo participado e do contributo dos cidadãos, toda a gente pensa em blogues e tal; raramente se aborda este tipo de pequenos extras que podem marcar uma diferença qualitativa e, em todo o caso, representam uma aproximação dos leitores aos órgãos, através dos jornalistas enquanto agentes activos. E falar das vantagens do Twitter para o jornalista é muito menos interessante do que procurá-las e usá-las, devo dizer!

Também tenho recorrido ao Q&A, bem como aqui ao meu blogue. Mas em matérias onde procuro algo menos concreto e simples do que estava aqui em causa. Nisto, o Twitter é imbatível.

A questão: descrever o RSS numa legenda de um infográfico, logo num formato hiper-abreviado (três, quatro palavras). É um desafio maior do que parece.

Coloquei-a assim:

Paulo Querido

PauloQuerido “envio de informação formatada” — não consegui melhor. (lembrem-se: é para gente q não faz ideia do que é RSS)

O que se segue é a lista de respostas, ordenada da mais recente para a mais antiga (ou da última para a primeira, se quisermos).

remixtures

remixtures @PauloQuerido O RSS e como se fosse uma assinatura de conteudos em tempo real

Carlos Duarte carlosduarte @pauloquerido “subscrição de conteúdos” / “subscrição gratuita de conteúdos”

FlaviaPM flaviapm @PauloQuerido como assinatura de revista para páginas de internet?

Raul Pereira raulalexpereira @PauloQuerido “Really Simple Syndication” = “Sindicato deveras simples”. É escusado, é coisa q os portugueses nunca saberão o q é! hehehe!

Mario Valente mvalente @PauloQuerido recepcao/difusao de informação estruturada

andrezero andrezero @PauloQuerido RSS em 2e1/2: “subscrição de conteúdos”.. se o “de” não conta, junta “automática” ou “livre” ou “gratuita” que é sempre catchy

David Rodrigues sixhat @PauloQuerido Subscrição Simplificada de Recursos

ruidlopes ruidlopes @PauloQuerido: “fluxo de notícias” ? ou então “Really Simple Syndication”. /me ducks

Alcides Fonseca alcides @pauloquerido notícias (ou conteúdos) num formato standardizado

Mario Pires retorta @PauloQuerido Actualizações de conteúdo a pedido

Bruno Pedro bpedro @pauloquerido RSS = “difusão simples de informação”