Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

7 de agosto de 2008

Os Jogos Olímpicos contados pelos cartazes

 

Os Jogos Olímpicos contados através dos seus cartazes — eis um novo mashup que hoje publico. O ponto de partida foi a série de posts que Leonel Vicente apresentou ao longo dos últimos dia no Memória Virtual, antecipando a XXIX Olimpíada que amanhã começa em Pequim (a secção Jogos Olímpicos).

A peça, mais uma de jornalismo multimedia, intitula-se Os Cartazes dos Jogos Olímpicos contam uma história. Uma vez que tem autoria conjunta, é publicada em simultâneo no C! e no Memória Virtual, aqui. É também uma estreia na publicação online portuguesa, onde escasseiam os exemplos de peças multimedia, para mais produzidas em colaboração.

Nela se apresentam os cartazes oficiais das Olimpíadas modernas, atravessando o século XX. O Leonel elaborou as sínteses sobre cada edição, tendo particular atenção às participações portuguesas. Cada edição tem a sua própria página e dela consta também o topo dos países medalhados — e a propósito de Jogos Olímpicos, medalhas e jornalismo multimedia, não perca o excelente Map of Olympic Medals animado que o New York Times produziu (uma vez mais, um exemplo para todos os jornais).

O carrossel dos cartazes permite uma visão diacrónica, única e curiosa, da evolução do grafismo ao longo dos últimos 110 anos. Os meus favoritos: Paris 1924, Amesterdão 1928, Londres 1948 e Helsínquia 1952 (um must, ambos!), e Atlanta 1996. Também gosto do de Pequim 2008, mas não o suficiente para o colocar nos favoritos.

Se encontrar uma forma de o fazer que consuma pouco tempo, coloco um sistema de votação dos cartazes, para vermos qual é o eleito pelos leitores.