Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

24 de maio de 2007

CML e Marques Mendes: a pergunta um milhão de euros da estação é…

Porque desistiu Mendes da CML?, interroga-se Nicolau Santos, director-adjunto do Expresso.

«Digamos que a 15 de Julho, Mendes tinha grandes hipóteses de começar a virar a roda da sorte a seu favor. Com a escolha que fez e com os sinais que deu, dificilmente não terá contribuído para aumentar ainda mais as suas dificuldades à frente do PSD».

De acordo. Já aqui tinha escrito no domingo passado, comentando o palmanço desta carta por Marcelo na RTP, que a inabilidade na gestão do dossier CML fez com que internamente Mendes perdesse o crédito e espaço de manobra. Como com o clima, anda tudo trocado na politica portuguesa. A meio da legislatura o governo está em ligeira alta e o principal partido da oposição numa zona de depressão preocupante.

Sempre achei que Marques Mendes ia durar até pouco depois das próximas legislativas, altura em que os verdadeiros candidatos do PSD a Primeiro Ministro viriam disputar o espaço; nenhum deles arriscaria perder em 2009, o cenário (cada vez) mais provável. Porém, as dúvidas acumulam-se. Mendes pode ver-se sem condições bem mais cedo, ainda este ano no caso dos resultados das eleições para a Câmara lisboeta serem um desastre abaixo do admissível.

Voltando ao início: porque desistiu Marques Mendes da CML?