Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

10 de abril de 2006

A pobreza não passa de uma questão de perspectiva

Segundo o Banco Mundial, o número de pessoas que vive com 1 dólar por dia diminuiu de 1.500 milhões para 1.100 milhões – mas os que vivem com 2 dólares por dia aumentou de 1.000 milhões para 1.600 milhões. Deixaram de ser tão pobres – eis o que concluirá um liberal, ansioso por demonstrar que o capitalismo é extraordinariamente benéfico para os pobres em geral e todos nós em particular.

«Portanto, o total dos que vivem na absoluta pobreza na realidade cresceu de 2.500 para 2.700 milhões com a Globalização. A evolução da categoria do dólar para a dos dois dólares poderá significar uma melhoria marginal ou nada de nada ou mesmo o piorar da pobreza. O que uma pessoa sensível diria é que não há sinais claros de progresso, e que pode mesmo existir uma derrapagem, excepto na Índia e na China. E mesmo aí, o fosso entre ricos e pobres tornou-se tão sério que destruiu o último governo indiano e constitui a mais importante das obsessões do governo chinês» (John Ralston Saul em The Collapse of Globalism: And the Reinvention of the World (na Amazon)).

.