Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

14 de outubro de 2006

Ainda a compra do YouTube pela Google

Ainda sobre a compra do YouTube pela Google, Inc, uma análise em três interessantes pontos, esta do Pedro Fonseca no Contrafactos & argumentos. No caderno de Economia do Expresso observo este sábado precisamente o ponto da “compra de comunidades”. Já não é a comunidade em si mesma, mas sobretudo ter acesso às preferências e gostos das pessoas que a integram.

Alguns idiotas rebatem isto dizendo que o Google tem a maior comunidade de pessoas do mundo graças aos +95% do mercado das pesquisas, o que é rotundamente falso. O Google sabe o que a humanidade procura, mas é (era, tem sido, foi) incapaz de traçar um quadro (hum… metam perfil nisso) dessa mesma humanidade. Com o Blogger, deram um passo. Com o Orkut, fizeram uma experiência. Depois do YouTube ficam preparados para a guerra seguinte da publicidade. O contexto não é tudo, pensem em publicidade comportamental.