Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

6 de junho de 2007

Audiências, arquivos e ainda o endereço próprio vs. alojamento comercial

Resposta síntese a uma leitora no Expresso sobre audiências, arquivos e endereço próprio na blogosfera (editada). Imagine que queria abrir um blogue sobre, hum, receitas de bacalhau. Vai ao Blogspot e abre o receitasdebacalhau.blogspot.com. Passado um ano, quer mudar-se para o WordPress. Mesmo que consiga importar os arquivos para o novo endereço, os do antigo continuarão indexados nos motores de pesquisa com um peso superior. Trabalho pró boneco. Um ano depois desiste do WordPress e vai para o weblog.com.pt. Repete-se a cena.

Em cada mudança, a esmagadora maioria dos links que lhe fizeram noutras páginas (e que constituem a prova essencial e viva da sua notoriedade na blogosfera) perde-se.

Por outro lado, está a alimentar a economia do Google, ou do WordPress. A troco de um serviço, bem entendido.

Mas esse serviço tem um preço irrisório hoje em dia. Os serviços editoriais como o WordPress ou o Movable Type são superiores aos de qualquer alojador comercial, o alojamento custa peanuts — consegue, até, alojamentos gratuitos. Para um domínio personalizado. Por exemplo, receitasdebacalhau.com.

Se quiser trocar de serviço de hosting, é só mudar: os links ficam consigo, bem como os arquivos. Não os perde em transições. A sua riqueza não fica para trás. Pergunte a qualquer uma das dezenas de pessoas que passaram pela experiência de mudar de serviço de blogue.

É como ter um terreno: por pouco que faça, ele está a valorizar-se. O que é melhor, semear o terreno alheio ou o terreno próprio? E, claro, o endereço receitasdebacalhau.com é distinto e único, não é apenas mais um no Blogspot.

Mais recentes sobre isto: Gmail já é responsável por 1/4 das subscrições por e-mail no Certamente! e Audiências dos blogues: a importância dos arquivos