Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

27 de outubro de 2005

Candidato menor

CANDIDATO MENOR. Não é de todo necessário que um candidato a Presidente da República se apresente arrojado e arejado, moderno e inovador — capaz de mobilizar a população ou, pelo menos, inspirar os que dirigem a população. Mas também não é necessário apresentar-se como o oposto disso — com Eanes na primeira fila, fazendo a ponte com o cinzentismo das tiradas sincopadas e graves, como se fossem importantes, o rosto sisudo, o discurso mais circunstancial e fechado que imaginar se possa. Numa frase: Cavaco mostra-se hoje pior do que Silva nos habituara. Aquele lema é efectivamente o máximo a que Portugal tem direito com este candidato.