Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

20 de fevereiro de 2007

Cuba e Madeira, Fidel e Jardim: duas ilhas, dois estadistas, um sistema

Em matéria de democracia, o grande ídolo de Alberto João Jardim é sem dúvida Fidel Castro. Como o aluno ultrapassa sempre o mestre, Jardim conseguiu desenvolver a ilha à custa do continente, algo com que o velho estadista nem pode sonhar. No resto, as semelhanças são cada vez maiores, notando-se o perfeccionismo crescente de Jardim. Tal como em Cuba, quem podia opor-se já se pirou da Madeira para as floridas deste mundo. Tal como Fidel, Jardim já não precisa de puxar pelo “eleitorado”, que maçada e trabalheira, refinemos: basta subverter as regras do regime e o sistema naturalmente recondu-lo no posto.

E à semelhança de Cuba e de Fidel, aos madeirenses em particular e aos portugueses em geral só resta a esperança na passagem do tempo para devolver à ilha alguma hipótese.