Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

21 de agosto de 2005

Don't take it personal

Escreve Paulo Gorjão (sobre um tema interessante, mas não é isso que aqui-agora quero relevar): «Porém, em vez de fazer referência ao Bloguítica, onde apareceram as primeiras declarações de Marvão Pereira que contradiziam parcialmente Manuel Pinho, os dois jornais optaram por ser «originais». Aparentemente não fica «bem» citar um blogue — salvo se não se puder evitar.»

Não é os blogues que fica mal citar: é a concorrência. A prática descrita, pegar num assunto que a concorrência já pegou e apresentá-lo por outro ângulo dando a ideia de que a cacha é nossa, é muito comum. Tão comum que arrisco dizer que se tornou estrutural aos jornalistas. Nuns casos, é aceitável: muitas vezes quem primeiro dá a notícia não pode evidentemente cobrir todos os ângulos e abre campo ao assunto. Noutros, é menos aceitável.

Mas sempre vi as Redacções ignorarem-se olimpicamente umas às outras, excepto nos manifestos casos em que era impossível, ou era desejável, fazê-lo. Impossível porque o assunto é demasiado grande; desejável porque contribui para menosprezar o concorrente.

Logo, don’t take it personal.