Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

3 de janeiro de 2007

E se um marciano liberal aterrasse na blogosfera?

Sentiria uma enorme vontade de voltar para trás, escreveu Eduardo Nogueira Pinto no controverso 31 da Armada (ver O liberalismo possível).

Até certo ponto, satisfez-me. Na verdade acho de um tremendo mau gosto o “liberalismo” blogosférico à portuguesa, pronto a despedir à tarde os mesmos governantes que exigiu que cumprissem de manhã.

Por outro lado, a história da Nazaré sofreu tratos de polé: à força de não existirem motivos decentes (ler: fortes) para fazer má Imprensa (há quem prefira: oposição, mas por esta altura… e nos anos mais próximos…) ao Governo, naufragam os inimigos da governação nos baixios do desmazelo oficioso. Enfim, pelo menos estão ao mesmo nível.