Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

20 de janeiro de 2008

Efeitos secundários (da lei do tabaco)

…a determinada altura, 75% da clientela estava à porta a fumar, deixando cá dentro um cenário de mesas vazias, embora desarrumadas, e alguns pobres solitários. Estes, está de ver, eram os não fumadores. Isto leva-me a pensar que a Lei do Tabaco pode vir a resultar, ao contrário do que se esperava, numa lei discriminatória dos não fumadores, lançados assim para o inóspito lugar da exclusão” (Henrique Fialho)

É rebuscado. Mas acertado. Quer dizer: não sei, ninguém com quem eu vá jantar é fumador, mas consigo imaginar.