Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

3 de março de 2006

Estado de choque

ESTADO DE CHOQUE «Gravar e imprimir um texto, aceder à Internet, fazer uma pesquisa ou enviar um e-mail são algumas das tarefas que os docentes terão de saber desempenhar» (dos jornais) e o Estado vai pagar os 5,3 milhões de euros às Escolas Superiores de Educação para a formação contínua em informática dos professores do primeiro ciclo. Das duas, uma. A notícia é falsa, é um engano, tudo bem. A notícia é verdadeira — e acho melhor ficarmos MUITO preocupados.

Formação contínua — e o objectivo final é saber gravar e imprimir e enviar um e-mail? Uáu. E para quê meter as Escolas Superiores (superiores? a ensinar a gravar e imprimir um texto? uáu… estou a-b-s-o-l-u-t-a-m-e-n-t-e siderado com a capacidade das ditas ESE… uáuu… ) a realizar uma tarefa que metade dos alunos de cada um dos citados professores adoraria fazer. E faria a custo zero.

Eu dou por mim a tirar conclusões sobre este Governo e a Sociedade da Informação e do Conhecimento. Já é tempo de as tirar. Para José Sócrates o tecnológico não é um plano: é inequivocamente um choque.