Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

15 de outubro de 2007

James Surowiecki (2): é fascinante ver como o livro é debatido nos blogs

Continuação da entrevista ao autor de A sabedoria das multidões, James Surowiecki. A segunda pergunta: falando de retorno: para o James é mais importante a reacção das multidões, via blogues e web, ou das organizações – meio universitário, políticos, jornalistas…?

James Surowiecki: Não tenho a certeza de poder hierarquizar – ambos me interessam. Tem sido gratificante (e fascinante) verificar como as ideias do livro são pegadas e debatidas “online”, e penso que a blogosfera é um campo onde a noção de sabedoria colectiva tem efectivamente frutificado. Há também algo engraçado no retorno constante que vem da Net, uma vez que o diálogo acontece em público e continua, não pára. Mas a reacção das organizações é igualmente crucial, porque penso que o bom uso da sabedoria das multidões pode trazer um valor tremendo a esses locais, e estou interessado em ver como as organizações vão reagindo às ideias no livro e, nalguns casos, à tentativa da sua aplicação prática.

[ Amanhã: O seu livro é recebido a diferentes ritmos através dos países. Políticos e economistas da Europa estão milhas atrás dos pares americanos, no que tem a ver com a rede social. Tem uma palavra para eles? A adopção de mecanismos que permitam aproveitar este tipo de conhecimento nas organizações tem o potencial para produzir mudanças? Falo do poder de reduzir o fosso entre as economias ricas e as outras. ]

Início: Sabedoria das multidões: seis perguntas a James Surowiecki