Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

23 de janeiro de 2006

Mais cavaquistas que cavaco

MAIS CAVAQUISTAS QUE CAVACO. Os trauliteiros (não consigo encontrar outro nome) da ponta direita da blogocoisa andam por aí numa caça às bruxas de esquerda (a bem dizer, de todas as bruxas que, sabe-se lá porquê, não participaram na demência colectiva dos hossanas ao presidente eleito, o triste espectáculo que as massas costumam proporcionar nestas alturas e no fim do campeonato nacional de futebol).

Cuidem-se todos aqueles que, como eu, se tenham atrevido ou venham a ousar escrever que a Primeira Dama não se sabe vestir, que o Presidente tem limitações de representação e uma visão estreita do país, que o Presidente foi eleito pelo mesmíssimo centro que há um ano recusou liminarmente a aventura santanista e deu a José Sócrates um autêntico cheque em branco para governar (got the message, captain?), que a escassa margem da vitória é isso mesmo, uma escassa margem de vitória, que tem os efeitos que tem e mais nenhum, que as principais mudanças na política indígena se deram à direita e ao centro, mantendo-se a esquerda no sítio do costume, que Manuel Alegre não vai fazer nada digno de relevo, nem sequer tirar o sono ao chefe no PS, com os seus 20 %.

Cuidem-se. A caça começou. Claro que estamos num país livre, mas uma árvore dá sempre jeito.