Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

5 de dezembro de 2005

O debate

O DEBATE. Queremos sangue. Queremos dois candidatos que se digladiem na arena televisiva. Queremos urros, interpelações, interrupções, vozes esganiçadas, moderadores ultrapassados, esgares, baba — qualquer coisa que facilite o trabalho do operador de câmara e dê uma razão de existência aos comentadeiros da blogosfera, que funcione para as audiências e no geral entretenha o pagode. Não queremos um civilizado e ordeiro diálogo de ideias políticas, com moderação.