Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

30 de outubro de 2006

O dinheiro dos contribuintes

É notável e é piadético. Um intelectual que escreve há anos sobre assuntos da cultura, Eduardo Prado Coelho, incendiou a blogosfera com um texto cujo nobre objectivo principal – debater o Plano Nacional de Leitura – foi absolutamente cilindrado pelos péssimos aspectos laterais – a profunda ignorância de EPC sobre a cultura da blogosfera levou-o a frases de irreprimível galhofa.

A resposta de um dos visados, Luís Aguiar-Conraria, é espectacular. O culto da ignorância é, aliás, a única coisa notável em todo este episódio. LA-C responde milimetricamente a EPC, ou melhor, responde sempre um milímetro acima de EPC pois mantém o seu discurso dentro do educado e elegante. Como um professor a dar uma demonstração firme contudo pedagógica ao aluno ignorante. Sem levantar a voz da autoridade. EPC que engula, só lhe fará bem.

Blogosférico detalhe explanado, adiante. Em rigor não interessa nada a ninguém debater, ou conversar sobre, o PNL (bocejo, que chateza, pior só um romance cor de rosa entre Saramago e Pinto). Importante, mesmo, é EPC ter mencionado o dinheiro dos contribuintes. Ai o que ele foi fazer. Centenas de dependentes do dinheiro dos contribuintes que escrevem alegremente na blogosfera contra o facto de os contribuintes contribuirem levaram naturalmente a indignação a peito e vai de zurzir no intelectual por ter ousado falar no dinheiro dos contribuintes.

É notável e não deixa de ser piadético.