Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

28 de outubro de 2005

O fim da World Wide Web

O FIM DA WORLD WIDE WEB. O site Candidatura do professor Aníbal Cavaco Silva à Presidência da República é um perfeito exemplo, um dos melhores case studies, sobre como não fazer um site. Na gíria é conhecido por dead end: chegar lá é como bater contra uma parede, não há forma de sair da frente do monte de tijolos (excepto recuar no browser ou, sugestão minha, fechando-o…) , não se faz nada nem vai para lado nenhum. As pessoas que apoiam o candidato são nomes sem link. Os seus mandatários têm, politicamente correcto obriga, uma linha descritiva mais que os apoiantes.

A declaração de candidatura consiste num link para teledescarregarmos um ficheiro num formato proprietário, sujeito a direitos de autor. O manifesto do candidato está também disponível exclusivamente para quem possa ler outro formato proprietário. A intervenção do mandatário nacional, idem. Os documentos de subscrição, aspas. A única interactividade disponível consiste num formulário para convidar amigos por e-mail a visitarem o site da candidatura. Já nem falo da acessibilidade… Em resumo: pior, só uma homepage no Lycos em 1994. (Espero, Diogo, que não tenhas nada a ver com aquilo.)