Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

29 de agosto de 2004

O governo do aborto

Como se fosse preciso, o caso do barco da liberdade veio recordar aos portugueses em particular e ao mundo em geral a supina formação e finura política do governo nomeado em exercício. A proibição da entrada nas águas de Paulo Portas do barco da associação Women on Waves é uma medida de um alcance espantoso. Reparem: o governo nomeado tornou a visita, que em tempo de Jogos Olímpicos quase passaria despercebida ao grande público, num festim mediático e num banzé tonitruante na sociedade, levando o bom nome das mulheres portuguesas ao aerópagos internacionais e voltando a criar lastro para o debate que nunca se fez (o que houve foi ideológico e deixou de lado as mulheres e homens que enfrentaram, enfrentam e vão enfrentar um problema nas sua vidas).

Este é o governo do aborto, não haja dúvida!