Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

20 de junho de 2007

O nicho do mês: moto-taxis nos aeroportos e engarrafamentos

A Virgin começou com este nicho de negócio em Londres, espalhando-o já a outras cidades. As moto-taxis são perfeitas para quem queira deslocar-se com rapidez mas também com elegância, ou pelo menos é o que diz a Virgin no seu site. Mas a Bizztrip, em Amesterdão, experimenta uma variante com potencial: “salvar” o homem de negócios cheio de pressa que ficou encravado no trânsito de Schipol.

A holandesa Bizztrip pretende ser um portal para homens de negócios e empreendedores que fazem as suas reservas online, facultando serviços para além das passagens aéreas. A experiência lançada na semana passada consiste numa moto com dois tripulantes que percorre as artérias mais movimentadas do e para o aeroporto de Amsterdão; o cliente alvo é alguém que tenha um avião para apanhar, ou uma reunião com hora marcada, e tenha ficado retido no trânsito. Chamada através de telefone, a mota chega ao local e enquanto um dos tripulantes se encarrega de levar a viatura do cliente para onde este designar, o outro pega no cliente e leva-o rapidamente, como só uma duas-rodas consegue, pelo meio dos carros parados, para onde ele tem de ir. Com lugar para uma pequena mala.

imagem de uma virgin mobike

A empresa já tem três destes motociclos a operar a experiência, antes de a incluir na sua oferta normal. O principal problema nesta altura é ver se o preço compensará, pois os custos de manter os dois pilotos disponíveis para se materializarem em minutos no meio de um engarrafamento são muito mais elevados do que os táxis dos serviços que conhecemos. Uma hipótese é dividir os custos com, por exemplo, as marcas de motos, tendo em conta o grande potencial publicitário deste autêntico cartaz ambulante que não deixará ninguém indiferente (pelo menos enquanto beneficiar do efeito novidade).

Mais convencional, se é que posso aplicar o termo, é o serviço da Virgin, LimoBikes. Uma moto com passageiro, baseada em Londres, proporciona “a mais rápida e uma das mais glamorosas formas de ir de A a B”, publicita a empresa. “as celebridades usam-na, os homens de negócios usam-na” e qualquer pessoa pode usá-la como alternativa rápida dentro de Londres Mas é preciso marcar.