Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

7 de agosto de 2005

O que está realmente em questão

Percebe-se porque preferem os mass media a candidatura de Mário Soares à de Manuel Alegre.

Percebe-se o capricho de Mário Soares em avançar.

É claro como a água o que pensa o Primeiro Ministro das utilitárias eleições presidenciais.

Entendem-se perfeitamente os sorrisinhos das hordes cavaqueiras perante tamanha oferta divina.

As próximas sondagens e estudos de mercado ditarão o óbvio. Dificilmente a esquerda poderia escolher um candidato mais macio para Cavaco. Basta-lhe dar linha a Soares, que se fartará de gesticular e enrolar este mundo e o outro, numa campanha eleitoral doentia, povoada dos fantasmas dos últimos 30 anos – o que levará a maioria do eleitorado ao enjoo total e consequente recusa do candidato responsável pelo abaixamento do nível. (Soares só conta com os votos dos soaristas empedernidos — uma família cada vez menos numerosa, facto que ninguém ousou ainda revelar ao patriarca.)

É isto que está em questão. E é por ser isto que está em questão que Manuel Alegre ainda não se retirou, Soares acabará por, até Outubro, desistir e poupar-se ao vexame em perspectiva — e as favas ainda não estão contadas à direita. Mas quase.