Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

9 de fevereiro de 2006

Pagamos?

PAGAMOS?. Não tenho a mínima dúvida que uma “guerra militar” à antiga entre o Ocidente (EUA e Europa) e o Islão seria rápida e de vencedor certo. O problema não é esse. O problema é que o preço das vitórias marciais disparou em flecha depois do Vietname. Até aí, pagava-se apenas em dólares e viúvas. Depois, passou a pagar-se em votos, ui. Que dirigente político ocidental está disposto a pagar o preço de uma guerra, hoje em dia?