Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

16 de julho de 2007

Presidente António Costa começa mal

Eu não voto em Lisboa. O que se segue é, portanto, para o lado que António Costa e o PS dormem melhor. Mas segue: a primeira intervenção de António Costa já eleito presidente da Câmara Municipal de Lisboa foi profundamente infeliz. No Altis não se fazia outra coisa senão esperar o tempo de Helena Roseta ir à televisão. Costa queria cortar-lhe o discurso — e conseguiu.

Pode vir dizer o que quiser. Para mim, não tem desculpa. Entrou mal. Fica-lhe mal. Começa a ser uma regra, tirar o principal adversário do ar na noite das eleições (a regra antiga, o vencedor é o último a falar, está esquecida). E por isso mesmo, a Costa fica pior. Se o PS acha que Roseta (como Alegre, nas presidenciais) é o seu principal adversário, está bem enganado. E sofrerá as consequências. Roseta travou o avanço de Sá Fernandes e não beliscou a vitória socialista (Alegre segurou o eleitorado socialista e a honra da esquerda, não beliscou o partido). Com ela, Costa só tem a ganhar para 2009. Sem ela, Costa só tem a perder para 2009.

Entrou mal e sem necessidade.