Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

30 de junho de 2005

Princípio, meio e fim

Dizem por aí as más e as boas línguas que o Barnabé vai acabar, ou acabou — conforme a hora, o local e o ponto de vista (de) onde me estão a ler.

Não acredito. É obviamente bluff. Dou-lhes 15 horas para estarem, todos, a escrever por aí em qualquer sítio (olha, aqui o Mas certamente que sim(1) aceita dedos-de-teclado) e uns dias para que naquele sub-domínio surja outro projecto!

Mais a fundo, como tive oportunidade de dizer ao Daniel: faz-se um blogue por um punhado de razões, mas uma das melhores razões para fazer um blogue é ter um projecto para ele; ora, os projectos — teimando em seguir os exemplos da vida ao seu redor… — costumam ter princípio, meio e fim.

O Barnabé tinha um projecto. Uma ideia. As mudanças operadas no espaço social da esquerda portuguesa pelas últimas eleições legislativas esgotaram em grande medida o projecto com que o Barnabé fora criado. Era uma questão de tempo até os próprios barnabitas se aperceberem disso. Demorou mais tempo do que eu pensei.

Estas são as más notícias. Vamos às boas: os meritórios talentos revelados ou confirmados pelo blogue Barnabé continuarão a deleitar os seus leitores (entre os quais me incluo). Não é vergonha, embaraço e muito menos motivo de regozijo para os figadais inimigos finalizar um projecto como o Barnabé. Pelo contrário. É digno.

Um abraço a todos.

PS: a subscrição do Barnabé só termina em Novembro; recordo que a podem aproveitar para outro blogue – ou vários. Como é prática exclusiva da casa weblog.com.pt, não é o tempo do calendário que conta, mas o tempo de utilização.)