Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

22 de janeiro de 2007

Quanto reconhecimento, quanto orgulho

«P. Que balanço faz da sua estadia na blogosfera e da blogosfera actual?

R: Três anos e meio é uma eternidade blogosférica. Se não gostasse, não continuava. E continuo, de forma mais sistemática, polifacetada e curiosa. Mas também porque é um caminho de cumplicidade conjugal. Por isso, o balanço é, do meu ponto de vista, positivo.»

Um beijo público e notório à minha mulher, Ana, um beijo de reconhecimento e de orgulho pela simplicidade feliz da conversa de café nº 48, com João Ferreira Dias, no kontrastës 2.0.

Sublinho a coragem da amata, que a levou da fundação num local árido e de vizinhança interesseira (da qual nunca se queixou, isto sou eu a falar) a um espaço transitório (e de boa vizinhança, isto sou eu a falar que a Ana a isso liga uma pitada) até se estabelecer, confiante, em parte certa. Percurso de aprendizagem mútua, um toma lá sentidos dá cá conceitos que me dá um imenso, intenso orgulho de pertencer.

Os blogues fazem-se de tanta coisa e afinal são também isto, assim, percurso cúmplice.