Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

2 de março de 2005

Saudade

Com a Pope fora para um jantar de blogues o Amigo passeava as suas dúvidas entre o micro-ondas, a SportTV e o desktop, onde o Kazaa puxava a passo de caracol o raríssimo “Ne me quitte pas” gravado às escondidas por Sting.

- Raios da mulher. Vou-lhe aos registos do MSN ou não? Sou um cobarde, sou um pulha.

Não que não confiasse nela. Amava e confiava. Mas no café os amigos faziam troça. Que ela o traía namoriscando nos chats e nos blogues, diziam.

- Não! Tá decidido, não toco no portátil!

Ela tinha direito à sua privacidade e não se duvida de uma mulher levado pela opinião alheia. Decisão tomada sentiu-se de novo um Homem com H grande. É que ela, além de complicada, era atenta aos pequenos detalhes. No momento em que o Sporting marcava o terceiro golo o micro-ondas fez piiiii e o bacalhau com migas ficou pronto. O Amigo tirou uma Heineken do frigorífico, tirou o volume à televisão, sentou-se à mesa, rodou o botão do telecomando e, com saudades das mãos dela, que tantas vezes brincavam nervosamente com aquele objecto, ligou o stéreo e acompanhou o refrão de Abrunhosa com o bacalhau, o Liedson e um brilho nos olhos.

{ Se eu fosse um dia o teu olhar, Pedro Abrunhosa }