Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

14 de setembro de 2007

Scolari. Dalai Lama. Politicamente incorrecto

Vejo Scolari. Vejo Dalai Lama. Observo a feira das reacções. E dou comigo ainda mais politicamente incorrecto do que é hábito. Depois volto ao normal, está bem? Tenho direitos e vou exercê-los!

Passado da cabeça por passado da cabeça, ao menos tinha acertado o soco. Frouxo! Assim, seu Felipão, leva o ónus do povão, a multa de Madaíl e o castigo de Platini e nem aliviou no homem. Haverá coisa mais parva do que cumprir castigo inteiro pela intenção de um crime que não chega a existir?

Dalai Lama está satisfeitíssimo, era só sorrisos. Pudera. Luis Amado deu um inestimável contributo para a causa tibetana. Se o Governo o tivesse recebido, e tendo em conta a concorrência do galático casal McCann e do supracitado Scolari, os panos brancos mal se tinham visto na televisão. Quantas horas de noticiário acham que sobrava para o líder religioso | líder político (risque o que não lhe interessar) se não houvesse esta polémica, hein? Façam como Amado e Gyatso: get real.