Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

26 de agosto de 2005

Ter razão não serve para nada

«Nenhum partido de esquerda perspectiva atacar os interesses materiais das classes dominantes. Todos eles concentram as suas propostas no plano das prestações sociais sem beliscar a organização social da produção e sem questionar a propriedade ou as relações de produção próprias do capitalismo.» ( Fernando Penim Redondo, in Dotecome )

«Os “empreendedores capitalistas” são unanimemente considerados os únicos capazes de promover o desenvolvimento económico, autênticos “salvadores da pátria”. A distinção tradicional, em que a direita defendia o status quo e a esquerda pretendia destruí-lo, passou à história.» ( idem )

A verdade não é um bem nos tempos que correm: só o politicamente correcto e o seu contrário. Ter razão não serve para nada; mas, quando se tem, isto não é razão para um homem deixar de a ter.