Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

22 de março de 2007

É já terça feira, 27

Aponte na agenda: na próxima terça-feira, dia 27, apresentação pública do website da nova espécie da web lusófona, a rede TubarãoEsquilo (grafia oficial). Em tubaraoesquilo.pt.

Um dos dois logotipos da rede está abaixo reproduzido.

Logo da TubarãoEsquilo

A nova espécie editorial da web portuguesa apresenta-se com um conjunto (para já) de cerca de 25 projectos editoriais nos quais, usando as melhores ferramentas do blogging, participam outros tantos autores. Escrevo “cerca de” porque não tenho, neste momento, a certeza do número exacto de blogues nesse dia: estão ao lume neste instante cinco projectos distintos e tanto podem entrar todos até lá, como não estarem prontos para apresentação. E na TubarãoEsquilo a pressa é um conceito relativo. Damos preferência à calma e à coisas feitas com tempo. No hurries, mike.

A notícia de ontem no Jornalismo Porto Net, vai nascer a primeira rede portuguesa de blogues, está sucinta e explicativa quanto baste. E, espero eu, não levantará desta vez confusão entre os espíritos rebuliçosos que, presos à palavra “agregador” usada como exemplo na notícia de Fevereiro último no Público, confundiram uma rede com um “planeta”.

Da minha parte, a experiência acumulada com o weblog.com.pt é agora de extrema utilidade. Não a podia desperdiçar. Mas a TubarãoEsquilo nada tem a ver com o weblog.com.pt. Nem no conceito, nem na génese, nem na filosofia, nem nas tecnologias usadas, nem nos objectivos. Nem, sobretudo, no tempo. Quem olhe para a blogosfera portuguesa terá a ilusão de que tudo está igual ao que era em 2003 e 2004, tal a força do imobilismo patente no núcleo. Mas é uma ilusão: há um mundo por (re-)descobrir e esta nova espécie da web lusófona tenciona pioneirar caminhos. Em liberdade. Com alegria. Com gosto nos resultados.