Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

19 de junho de 2007

Vendam-se os anéis, os dedos e as mãos

Telmo Correia sobre a Câmara de Lisboa: nem mais uma hora paga ao trabalho, venda-se o património para pagar as dívidas e privatize-se o lixo. Brilhante. Este senhor não é deste filme.