Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

24 de setembro de 2007

Vidas electrónicas no Prós e Contras, hoje

Quando este texto for publicado já estarei a caminho da Figueira da foz, onde logo à noite participo no programa da RTP 1 Prós e Contras, hoje dedicado às vidas electrónicas (link). Como convidado para o debate alargado, alinhavei algumas ideias que transmiti à produção, a pedido desta. Por inacreditável que vos pareça, nunca vi um P&C (*) pelo que não sei configurar a minha participação e vou preparado para qualquer eventualidade no intervalo entre zero segundos e cinco minutos de antena.

Principais problemas e más práticas:

Os meus pontos:

  1. Portugal não proporciona um ambiente propício à inovação. Não há nenhum tipo de incentivo, e criam-se obstáculos sempre que possível, ao empreendedorismo. Ora, a web social, ou 2.0, é a web das pessoas, da iniciativa individual, do pequeno negócio. Esta colossal força económica já mudou o rumo mundial de duas indústrias mas é completamente ignorada no nosso país.
  2. Há um ambiente de asfixia que começa na desorientação escolar sobre como lidar com as iniciativas dos alunos, e incentivar a iniciativa, passa pelos obstáculos à circulação do código aberto — ele próprio um motor natural da inovação — e termina na quase ausência de práticas económicas de suporte à inovação (não há capital de risco, ou ao menos crédito coompreensivo) e no fraco interesse do Estado, reduzido às políticas de distribuição de subsídios através de canais estabelecidos há demasiado tempo e com clientelas certas.

Os prós do actual Programa Tecnológico:

Os contras:

————

(*) Nada contra o programa em si, sei que é um programa controverso (e isso tem utilidade), simplesmente é raríssimo assistir ao prime time das generalistas