Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

8 de julho de 2006

Viva a esmola!

José Miguel Júdice tem uma crónica no Público de sexta-feira intitulada viva o capitalismo!, onde prossegue a senda da “liberalização” da sociedade. Na síntese, os “argumentos” da teoria dizem que mais vale serem os capitalistas a redistribuir a riqueza que acumulam do que a redistribuição ser assegurada por instituições criadas para o efeito dirigidas por técnicos especializados liderados por políticos eleitos. O mecanismo da liberal preferência é a “fundação”: temos portanto um regresso ao feudalismo económico, com suserano e clero a manter à distância, controlados pela trela da fundação, os servos da moderna gleba. Porta-te bem levas um osso, dizes mal corto os fundos à tua escola.

Numa palavra: o liberalismo pretende resolver o ímpasse social derivado do progressivo esticamento do elástico que é a sociedade, com o punhado de ricos cada vez mais longe da mole de pobres, através de uma economia da esmola. Lindo.