Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

14 de junho de 2007

Yuri Felshtinsky em Portugal para o lançamento de Terror na Rússia

Livro de Litvinenko é apresentado na FNAC Colombo a 28 de Junho

Yuri Felshtinsky vai estar em Portugal para apresentar Terror na Rússia, livro que escreveu com Alexander Litvinenko, o ex-espião do KGB envenenado com polónio-210, e que a Ideias de Ler publica.

Os lançamentos e respectivas conferências de imprensa têm lugar a 28 de Junho, na FNAC Colombo (Lisboa), e a 29, na FNAC Norteshopping (Porto), em ambos os casos às 19:30.

Felshtinsky é um académico de 50 anos que ajudou Litvinenko a fugir para o estrangeiro e que manteve com ele uma relação de grande proximidade. Falaram pela última vez a 8 de Novembro de 2006, quinze dias antes da morte de Litvinenko num hospital de Londres. Sobre esse momento, Felshtinsky escreveu: «Disse-me que perdera cerca de 15 quilos e que o seu corpo rejeitava quaisquer alimentos ou líquidos (…) Alexander acreditava ter sobrevivido a uma tentativa de assassinato».

Acusações e revelações de Litvinenko

Da autoria do próprio Alexander Litvinenko e de Yuri Felshtinsky, Terror na Rússia foi banido pelo Kremlin. O livro apresenta acusações ao Governo de Putin, corroboradas por documentos oficiais. Um dos temas centrais da obra, aparte a fuga do espião do seu país de origem para o estrangeiro, é a transmutação do KGB até ao actual FSB. Os autores sustentam a ideia de que os antigos serviços secretos russos se transformaram numa rede de vários organismos concebidos para o branqueamento de crimes. O objectivo seria a manutenção da alegada autoridade corrupta no seio do governo russo.

Esta edição é uma versão mais completa e definitiva do original, Blowing up Russia, publicado nos Estados Unidos.

Terror na Rússia – Revelações de um ex-espião do KGB apresenta documentos, transcrições de conversas, de entrevistas e de conferências de imprensa. Na opinião dos autores, esses dados comprovam a veracidade dos pormenores revelados e constituem um poderoso ponto de partida para uma investigação verdadeiramente imparcial. A edição americana, há muito esgotada, chegou a estar à venda na Internet por valores 20 e 30 vezes superiores ao preço de capa.

A recusa da participação no assassinato de Boris Berezovsky, segredos ligados à guerra na Chechénia e ao funcionamento alegadamente obscuro do governo russo presentes na edição americana (e agora na portuguesa) são por muitos apontados como a razão do envenenamento de Alexander Litvinenko.

A obra inclui, ainda, a missiva escrita pelo espião dissidente 48 horas antes de morrer, em que Litvinenko acusa Vladimir Putin, Presidente Russo (e, também ele, ex-espião do KGB) de ser o responsável pelo envenenamento.

Cronologia

1 de Novembro de 2006 Litvinenko encontra-se com dois russos num hotel de Londres e depois com o italiano

Mario Scaramella num bar em Piccadilly; algumas horas mais tarde, sente-se enjoado e passa a noite a vomitar

4 de Novembro de 2006 Litvinenko dá entrada num hospital do norte de Londres

8 de Novembro de 2006 Felshtinsky e Litvinenko falam pela última vez (ao telefone)

19 de Novembro de 2006 Um primeiro relatório aponta para envenenamento com tálio

22 de Novembro de 2006 Durante a noite, Litvinenko sofre um ataque cardíaco; as hipóteses de contaminação com tálio são colocadas de lado

23 de Novembro de 2006 Alexander Litvinenko morre nos cuidados intensivos

24 de Novembro de 2006 A morte de Litvinenko é associada a polónio-210

30 de Novembro de 2006 Rastos de radioactividade são encontrados em 12 locais e em aviões da British Airways

1 de Dezembro de 2006 Um teste realizado a Marina Litvinenko acusa contaminação com tálio, apesar disso, a viúva não está em perigo

7 de Dezembro de 2006 Funeral de Alexander Litvinenko no norte de Londres

22 de Maio de 2007 A Scotland Yard associa Andrei Lugovoy à morte de Litvinenko

Nota: esta cronologia foi construída com base em notícias veiculadas pela comunicação social e pode conter imprecisões.

Ficha

Título: Terror na Rússia – Revelações de um ex-espião do KGB

Autor(a): Alexander Litvinenko e Yuri Felshtinsky

N.o de Págs.: 352

PVP: 16,60 €