Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

25 de maio de 2009

Com orgulho

Esta é uma história pessoal e breve. “Descobri”, com orgulho, a evolução do sentido de instante da minha filha.

Cedo lhe descobri o olhar especial e uma relação com a objectiva que desafiava todo o meu universo empírico e emocional relacionado com a fotografia. Ainda miúda, desprezando a fraca competência de lentes ordinárias, premia o botão e zás, tirava o retrato às pessoas captando a relação entre elas com um pormenor digno de várias sessões de fotógrafo reputado — tudo isto numa fracção, num disparo, num ângulo irrepetível, numa teimosa ingenuidade sobre os factos da fotografia.

Hoje descobri o seu trabalho recente — e noto a evolução do olhar, a variação da abordagem, a integração no seu ambiente, mas acima de tudo a firmeza da linguagem própria, agora mais assente, também, no domínio da técnica e no manuseamento de material condigno. Vejo nela a busca da identidade. Dou por mim a admirar as fotografias e esqueço com tremenda facilidade a) tratar-se da minha filha e b) da sua idade. É preciso lembrar-me de fechar a boca e ponho-me a pensar no que sinto e sinto orgulho (e, Catarina, uma pontinha de admiração).

Abaixo duas fotos escolhidas com pressa entre dezenas, apreciem mais em oh-darling.net e dntstrss.

cat1

cat2

cat3