Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

23 de janeiro de 2012

Esclarecendo umas coisinhas sobre os salários dos cargos públicos (e Cavaco)

Vamos lá esclarecer umas coisinhas. Eu acho que o salário do Presidente da República portuguesa é escasso. Penso que em geral os cargos públicos portugueses são pagos por uma tabela escassa. Preferia que ganhassem mais. Não uso demagogicamente este assunto (há quem use).

O que esteve, e está, em questão com as declarações de Cavaco Silva, e que me levaram a associar-me ao evento da flash mob por Cavaco (usando a ironia como arma de protesto político), é a sua peculiar (in)capacidade para o exercício de cargos públicos.

Este desastre de relações públicas, Cavaco Silva, o político não-profissional, que zomba dos profissionais da política e se distancia da política como se não fosse nada com ele, é só a pessoa que mais tempo passou a dirigir os negócios e os destinos da pátria e mais responsabilidades tem em termos chegado onde chegámos.

Um presidente não diz coisas que lhe saem da boca para fora, escreveu Estrela Serrano. Mas um Cavaco Silva diz. E repete.

As duas pessoas, presidente e Cavaco, serem pontualmente a mesma é um daqueles azares da História de Portugal.

Podemos colocar a questão assim.

Até porque a alternativa é muito mais deprimente: os portugueses têm o presidente que merecem (Portugal É MESMO o Cavaquistão).

O leitor decide.