Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

10 de junho de 2008

Weblog.com.pt faz 5 anos, tantos quantos os do meu resgate

O dia 10 de Junho de 2003 ficou gravado para sempre na minha memória. Faz hoje 5 anos via a luz oficialmente o weblog.com.pt.

O weblog.com.pt nasceu por uma razão e com um propósito.

A razão: conhecer melhor a ferramenta blogue, uma vez que estava a escrever um livro sobre ela, e o então emergente fenómeno do blogging, a meias com o Luís Ene, que deu um precioso contributo para o arranque da comunidade weblog.com.pt.

O propósito: ocupar-me.

weblog.com.pt 10 junho 2003

Sim — é verdade que estava a lançar o que viria a ser uma peça essencial para a História da auto-edição e do blogging em Portugal, mas não era essa a minha intenção, juro! :)

Sim — é verdade que aquilo cresceu muito para além do imaginável, obrigando-me ao incumprimento parcial de uma promessa expressa nesse primeiro dia: a da não colocação de anúncios publicitários nos blogs residentes como modelo de negócio.

Eu estava obviamente errado.

Mesmo assim, o incumprimento foi parcial. Para a sobrevivência do projecto, a páginas tantas admiti um compromisso. Publicidade, sim, mas facultativa. Só quem não se importasse com isso a teria. Este compromisso manteve-se até hoje, isto é, muito para além da minha própria ligação ao projecto.

Mas o propósito real do weblog.com.pt era ocupar-me. Compreendam: eu tinha demasiado tempo livre, que gastava em inutilidades — e também em cerveja. E cinco dias antes virara a minha vida pessoal 180 graus, uns vertiginosos, acelerados e totalitários 180 graus. Precisava de me ocupar MAIS.

Durante 40 dias vi nascer o Sol — mas ao contrário, na viagem do Meco para o trabalho, não da boémia para a cama.

Durante 40 dias codei louco, mailei calmo, vivi asceta, conduzi devagar, bloguei febril, criei maravilhado.

Ao fim de 40 dias fui de fim de semana, deixei o Meco e o weblog.com.pt estava lançado a 200 à hora!

É claro que a aventura foi fascinante. Ao longo dos anos, dos meses, dos dias, ver crescer e fazer crescer o weblog.com.pt, com os seus 8.000 blogues a certa altura, foi sempre uma aventura radical, uma aventura do conhecimento — o que eu aprendi de programação, de servidores, de networking, de web social (então a expressão ainda não se usava), da vida em rede! Só isso chegava para encher a minha vida, talvez duas delas, até.

Mas a minha gratidão aos companheiros dessa viagem é maior que o conhecimento ele próprio.

Porque essa viagem foi a viagem do meu resgate como homem.

Essa viagem devolveu-me a mim. Aos meus trilhos, auto-declarados aos 18 anos, descarrilados a meio dos 30, a idade em que muitos homens enlouquecem. Reactivou-me os sentidos narcotizados, restituiu-me a capacidade de trabalhar de dia. E o dia.

Preparando-me para o mais maravilhoso que um homem pode ter na vida, e que fui “buscar” ao último lugar imaginável, Montemor o Novo, no Outono de 2004.

Compreendam. Fazer o weblog.com.pt para mim foi muito mais que um pedaço da História do blogging em Portugal. Daí que sempre assinalo a data. O meu 10 de Junho.