Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

1 de março de 2012

A Grande Inovação Política do atual Governo para a resolução dos problemas

A Ministra da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território resolveu galhardamente os problemas da sua primeira responsabilidade, a agricultura, com duas letrinhas apenas: fé. A verdade é que vem aí chuva — mesmo que pouca. Um milagre que ficamos a dever à Inovação e Empreendedorismo deste governo misto.

Seguindo o exemplo de Assunção Cristas, Certamente! apurou que o Ministro de Estado e das Finanças, Vítor Gaspar, planeia fazer o trajeto Lisboa-Fátima de joelhos, pela EN-1, para resolver as contas públicas.

Já Álvaro Santos Pereira, Ministro da Economia e do Emprego, pretende colocar os ensinamentos colhidos em solo americano ao serviço dos desempregados e vai realizar uma dança da chuva todas as sextas, ali ao Camões — para não gastar combustível ao contribuinte, vai a pé do Ministério. Está a negociar o patrocínio da Optimus, que em contrapartida se compromete a empregar 10 pessoas, desde que escolhidas por uma das empresas subsidiadas para cumprir a função antes assegurada pelo Estado.

As sinergias são essenciais: Miguel Relvas, Ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, escolheu os candomblés para se assegurar que de São Bento não vem mau vento. Os seus amigos angolanos, reconhecidos pela lembrança, agradecem-lhe mais tarde.

O Ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, valoriza o crowdsourcing e optou pelo exercício da macumba, que lhe garante a resolução dos problemas do setor da educação sem as malditas reformas.

Passos Coelho e Paulo Portas, esses, sabe-se que há muito preferem o vudu — até porque com um único boneco, o do líder da oposição, conseguem desmobilizar toda a qualquer vontade dos eleitores de lhes estenderem a caminha.

Grande dificuldade em inovar, neste particular, tem Paula Teixeira da Cruz. À Ministra da Justiça não assistem divindades, sejam incumbentes, históricas ou alternativas. Resta-lhe o anjo da palavra.