Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

7 de outubro de 2010

Farto de Passos, preparo-me para ver o PS sair da letargia. A política vai animar

Suspirámos, eu e o país, de alívio com a eleição de Pedro Passos Coelho para a presidência do PSD. Com toda a razão: como se viu, a “estratégia” de ataque pessoal cedeu e voltámos a ter oposição séria.

Mas eu adianto-me ao país: já estou farto de ver e ouvir Passos na televisão, nas suas erráticas aparições. Viro-me para o PS, que nos últimos dias deu sinal de sair da natural letargia.

António José Seguro apareceu no 5 de Outubro e hoje Manuel Maria Carrilho tem um artigo de opinião no DN nada subtilmente intitulado ver, para lá do teleponto. Independentemente do conteúdo (o artigo de Carrilho é bom em si mesmo, descontado o objectivo), ambos passam a mesma mensagem: olá, estamos aqui.

Não tenho opinião sobre nenhum deles — nem, já agora, por eventuais alternativas que venham a aparecer.

Mas suspiro de alívio novamente. O futuro da governação não tem de passar forçosamente pela encarnação neo-con do PSD — o que é um alívio. A política vai animar.