Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

30 de setembro de 2008

O duplo erro de Manuela Ferreira Leite

“Esta tomada de posição de MFL constitui um duplo erro. Em primeiro lugar, nenhum político é de plástico por causa das agências de comunicação. A autenticidade é uma qualidade que se tem ou não se tem. É impossível inventá-la. As agências de comunicação não fazem milagres, nem são elas que produzem os “políticos de plástico”. Em segundo lugar, ao afastar o apoio profissional de quem sabe como transmitir a mensagem, MFL reduz drasticamente as possibilidades de sucesso. Nenhuma agência de comunicação é capaz de transformar em autêntico o que é falso, ou vice-versa, como ficou comprovado com o antecessor de MFL na liderança do PSD. Porém, nenhuma mensagem – por mais verdadeira que seja – consegue alcançar a sua meta se não atingir o público-alvo, neste caso, os eleitores portugueses (Paulo Pinto Mascarenhas, Jornal de Negócios)