Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

27 de agosto de 2008

Rosa Mota: outra a falar demais

Está à vontade porque é livre e até se espera que abra a boca, tendo em conta quem é. Mas Rosa Mota também veio de Pequim a falar demais.

Várias pessoas me perguntam, mas ela está a trabalhar para substituir Vicente no COP?

Não sei.

Se é isso, não pode dizer que o dinheiro foi mal gasto e quando lhe perguntam em quê responde genericamente: “a organizarem algumas provas e meetings, alguns colóquios…

Pelo contrário, Rosa. Ainda genericamente (isto é, nenhum de nós pode apontar casos concretos), é de todo em todo louvável que um Comité Olímpico se empenhe em organizar colóquios e meetings. Num caso com noutro está-se a trabalhar para a experiência de atletas, treinadores e outros envolvidos. Eu diria que é uma das competências do COP, fomentar o enriquecimento da experiência dos trabalhadores olímpicos.