Certamente!

Paulo Querido. Na Internet desde 1989

17 de março de 2010

Um país trocado

Poucas, mesmo raríssimas estorietas são tão deprimentes como o episódio “trocas-te”. Não se trata do que o ocupante do cargo merece ou não merece, consoante os desejos de cada um, e sabe _________ que ele há cada uns para tudo o que imaginar se possa e ainda sobra.

Trata-se de verificar o índice de anormalidade a que chegámos como povo. Somos, de facto, um país trocado.